Ao lado de empresários, presidente da Jucemg participa do 3º Encontro de Negócios da ACMinas

Publicado em: 24 de Junho de 2021, há 3 meses.

Evento divulgou marcas e produtos de empreendedores participantes

Na manhã desta quinta-feira, 24, o presidente da Junta Comercial de Minas Gerais (Jucemg), Bruno Falci, participou do 3º Encontro de Negócios promovido pela Associação Comercial e Empresarial de Minas Gerais (ACMinas).  Ao lado de empresários, Falci ressaltou a importância do setor produtivo para a geração de riquezas no país, assim como o trabalho desenvolvido à frente da autarquia. “Fomos convidados pelo governador a assumir a presidência da Jucemg com diretrizes para facilitar, desburocratizar, simplificar e permitir a Junta ser um canal mais aberto com o usuário, e, principalmente, facilitar a vida dos empresários, sem, no entanto, criar mais taxas”, destacou.  

Para o presidente, o trabalho desenvolvido nestes últimos anos posiciona Minas Gerais como o Estado mais rápido para abrir empresas, como consta no relatório Doing Business 2021, divulgado na última semana. Pela primeira vez, o estudo produzido pelo Banco Mundial analisou o ambiente de negócios dos 26 estados brasileiros e do Distrito Federal. Minas se destacou com o menor tempo para abrir um empreendimento no país. Segundo Falci, “os avanços no registro empresarial no Estado criaram um ambiente mais favorável para abertura de novos negócios e isso é fruto do empenho e dedicação dos servidores da Jucemg”. 

O evento desta quinta-feira é considerado uma oportunidade para os empresários participantes divulgarem suas marcas, serviços e viabilizar novas oportunidades de negócios e parcerias. O vice-presidente da ACMinas, Marcos Brafman, declarou que o encontro é “fundamental para o crescimento de negócios e para fazer novas redes de relacionamentos”. Brafman aproveitou para elogiar o trabalho desenvolvido pelo presidente da Jucemg, Bruno Falci, em facilitar o ambiente de negócios em solo mineiro.  “Minas Gerais é o Estado que abre mais rápido uma empresa no Brasil”, e também destacou os dados divulgados pelo relatório Doing Business 2021.  

Durante o encontro, a Junta Comercial divulgou seus produtos aos empresários participantes. O Gerente de Negócios da Jucemg, Aaron Duarte, falou sobre a venda de dados. Duarte mostrou os serviços oferecidos, como acesso a dados de empresas, imagens de documentos, relatórios estatísticos, além do produto que já está em desenvolvimento (API+ MGApp), que vai permitir a integração com a API (Interface de Programação de Aplicações) para a realização de vendas por meio de consultas de CPFs e CNPJs.   O Gerente de Negócios explicou que a “API é um produto novo, integrado ao sistema do contratante, em que a pessoa (usuário do serviço) pode acessar cópia de documentos, contrato social, alterações e também acessar dados qualitativos” Segundo Duarte, a grande vantagem deste avanço da Jucemg é a integração dos sistemas, proporcionando agilidade no acesso aos dados. 

 

Publicado em: 24 de Junho de 2021, há 3 meses.