Jucemg realiza a primeira Sessão Ordinária do Plenário no prédio da nova sede no Barro Preto

Publicado em: 30 de Junho de 2021, há 3 meses.

Antes da sessão, vogais tiveram a oportunidade de conhecer todos os setores onde estão funcionando as novas instalações da autarquia

A Junta Comercial do Estado de Minas Gerais realizou, terça-feira, 29, mais uma Sessão Ordinária do Plenário, com a presença do presidente Bruno Selmi Dei Falci e do vice-presidente, Sauro Henrique de Almeida, da Secretária-Geral, Marinely de Paula Bonfim, do Procurador Fernando Barbosa Santos Netto, além dos vogais e membros da diretoria. Esta foi a primeira Sessão Ordinária realizada na nova Sede da Jucemg, na avenida Augusto de Lima, 1942, no bairro Barro Preto. Todos os protocolos de prevenção contra a Covid-19 foram adotados como o uso de máscaras de todos os presentes, higienização dos ambientes e disponibilização de álcool gel em lugares estratégicos, como as mesas do plenário e nos corredores da autarquia.

Antes do início da sessão, os vogais foram recebidos no hall de entrada da sede pelo presidente Bruno Falci, pelo vice-presidente Sauro Henrique de Almeida e pela Secretária-Geral, Marinely Bonfim. Durante cerca de meia-hora, eles fizeram um tour pelos três andares do prédio, onde tiveram a oportunidade de conhecer todas as instalações da nova sede. 

Ao abrir a Sessão Ordinária, o presidente da Jucemg declarou que com a mudança da sede “iniciamos uma nova fase na história da autarquia, com a readequação dos ambientes de trabalho e das instalações à nova realidade, conforme apresentadas a todos os senhores e senhoras, em visita guiada às novas dependências”. Falci destacou que a decisão da mudança teve como principal objetivo reduzir os custos de aluguel e manutenção do prédio, buscando um local que ofereça mais agilidade, eficiência e qualidade na prestação de serviços para os cidadãos e conforto e funcionalidade para os servidores. 

Segundo o presidente Bruno Falci, em 2013, a Jucemg ocupava 14 andares no prédio da rua Sergipe, totalizando 5.988,79 m2. Em março do ano passado, reduziu e passou a ocupar oito andares, ou seja, 3.298 m2. Em abril deste ano, com uma nova redução de andares, a ocupação predial passou para 2.942 m2. Hoje, o novo prédio da Jucemg ocupa apenas três andares, que totalizam 1.944,84 m2, uma economia significativa no custo de aluguel e manutenção em relação ao prédio da rua Sergipe. Além desta economia, Falci falou da localização da nova sede, que está próxima ao Fórum Lafayette e Justiça do Trabalho, é servida por um sistema de transporte coletivo como ônibus e metrô, além da proximidade com vários órgãos do executivo, o que contribui para a circulação de elevado número de representantes legais de empresas. Outro ponto positivo se refere ao atendimento aos usuários, que está mais agilizado e concentrado, o que possibilita a solução de demandas com maior agilidade e rapidez. O novo prédio possui ainda acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida e elevadores.

Minas em destaque no Doing Business

Após aprovação da ata da reunião anterior e a explanação, discussão e votação dos assuntos constantes da pauta de reunião, o presidente Falci falou sobre a divulgação dos resultados do desempenho de Minas Gerais no relatório Doing Business Subnacional, do Banco Mundial. O Estado ficou em primeiro lugar no tempo de abertura de empresas em todo o território nacional. Após ressaltar que esta posição de destaque é resultado da dedicação e profissionalismo dos servidores da Junta e da contribuição do corpo de vogais, Falci passou a palavra para o diretor de Integração, Negócios e Tecnologia, Henrique Peixoto Petrocchi, que fez a apresentação e o detalhamento do relatório. 

Petrocchi começou sua apresentação explicando os indicadores avaliados pelo Banco Mundial – abertura de empresas, pagamento de impostos, obtenção de alvarás de construção e registro de propriedades, execução de contratos – e destacou que Minas Gerais ficou em segundo lugar na classificação geral. Em seguida, detalhou os procedimentos adotados para se chegar aos resultados de abertura de empresas e listou alguns procedimentos já adotados e que estão sendo analisados para a melhoria do ambiente de negócios no Estado, como os processos em relação à viabilidade, registro na Receita Federal, pagamento de taxas, Balcão Único, registro na Secretaria Estadual da Fazenda, entre outros. 

Após esta apresentação e comentários de alguns vogais presentes neste encontro, com elogios principalmente ao novo prédio ocupado pela Jucemg, o presidente Bruno Falci agradeceu a presença de todos e declarou encerrada a sessão.

Publicado em: 30 de Junho de 2021, há 3 meses.