127 anos da Jucemg: as empresas que marcaram a história do crescimento econômico e social de MG

Publicado em: 8 de Julho de 2020, há 1 ano.

O registro de marcas e patentes é uma das funções sob a responsabilidade das juntas comerciais brasileiras. No começo, o registro de patentes nacionais ficou a cargo da Junta Comercial do Rio de Janeiro, desde 1809. Já em relação às marcas, isso tardou um pouco, até que o governo brasileiro percebesse a necessidade de criar uma regulamentação a respeito.

Todavia, com o avanço da economia nacional, alavancada pelos lucros da exploração do café, os negócios cresceram. Comerciantes passaram a produzir em larga escala, disputando o mercado, ao produzir ou vender um mesmo gênero de produtos.

Esse processo acabou por criar concorrência, reflexo claro do avanço no desenvolvimento do comércio e da indústria no país. Em Minas Gerais, em fins do século XIX e início do século XX, por exemplo, numerosas eram as lojas de secos e molhados registradas na Junta, além de fábricas de produtos diversos. Por exemplo, tintas para escrever e marcar roupa, queijo, manteiga, cigarro, água mineral, fumo, banha, coalho, pasta dental, bebidas (vinho, xarope, refrigerante), entre outros.

Estes são alguns dos primeiros registros da Junta Comercial de Minas Gerais:

Água Mineral “Cambuquira” (Cambuquira), Cervejaria Gambrinus (Belo Horizonte), Água Mineral “A Samaritana”(Poços de Caldas), Fábrica de Queijos “Andino” (Águas Virtuosas), Sabão Medicinal “Barreiro”(Araxá), Fábrica de Manteiga “Tiradentes” (São João Del Rey), Fábrica de Laticínios “Liberdade” (Soledade de Minas).

A legislação referente a marcas e patentes sofreu inúmeras modificações ao longo do tempo. Atualmente,  a responsabilidade pelo registro e garantia dos direitos autorais para as marcas e patentes está a cargo do Instituto Nacional de Propriedade Industrial – INPI.

Estas são algumas das empresas centenárias de Minas Gerais, que contribuíram para a geração de empregos e o desenvolvimento econômico e social de nosso Estado:

NOME_EMPRESA

DATA CADASTRO

MUNICIPIO

DESC_SITUACAO_EMPRESA

ALADIM GONCALVES & COMPANHIA

18/04/1888

ENTRE RIOS DE MINAS

EXTINTA

CARLOS CUNHA & IRMAO

28/02/1889

SAO JOAO DEL REI

CANCELADA-ART.60 LEI 8934/94

SAO JOANENSE TEXTIL S/A

05/02/1891

SAO JOAO DEL REI

EXTINTA

ANTONIO AUGUSTO DO CARMO & CIA

14/08/1894

CATAGUASES

EXTINTA

J MENDES & GUALBERTO

13/01/1895

OURO PRETO

EXTINTA

ANTUNES & TEIXEIRA

28/02/1895

SAO JOAO NEPOMUCENO

CANCELADA-ART.60 LEI 8934/94

GAMA & SILVEIRA

13/08/1895

ALFENAS

CANCELADA-ART.60 LEI 8934/94

BASTOS & VIEIRA

06/11/1895

NOVA LIMA

EXTINTA

CONSTANCIO & BROCHADO

17/11/1895

POCOS DE CALDAS

CANCELADA-ART.60 LEI 8934/94

 

 

Empresas mais antigas registradas e em atividade na Jucemg:

 

NOME_EMPRESA

DATA_CADASTRO

MUNICIPIO

DESC_SITUACAO_EMPRESA

COMPANHIA DE FIACAO E TECIDOS CEDRO E CACHOEIRA

06/04/1888

BELO HORIZONTE

ATIVA

GUIDO FRACAROLI & COMPANHIA

31/12/1900

NOVA LIMA

ATIVA

ENERGISA MINAS GERAIS DISTRIBUIDORA DE ENERGIA S.A

24/03/1905

CATAGUASES

ATIVA

CIA FIACAO E TECELAGEM BARBACENENSE

22/01/1908

BARBACENA

ATIVA

S/A FABRICA DE TECIDOS SAO JOAO EVANGELISTA

16/03/1911

JUIZ DE FORA

ATIVA

BSJ REPRESENTACOES LTDA -ME

11/11/1911

PATROCINIO

ATIVA

COMPANHIA INDUSTRIAL ITABIRA DO CAMPO

19/04/1912

ITABIRITO

ATIVA

CACHOEIRA VELONORTE S/A

03/11/1916

CACHOEIRA DA PRATA

ATIVA

COMPANHIA AGRICOLA PONTENOVENSE

28/10/1920

URUCANIA

ATIVA

COSTA IMOBILIARIA EIRELI

19/05/1921

MANHUACU

ATIVA

 

Junta Comercial de Minas Gerais: Memória e História - 1893 - 2011
Organizadores: Airton Guimarães - José Eustáquio Oliveira de Souza
Editora Vega, 2011

Publicado em: 8 de Julho de 2020, há 1 ano.