Jucemg atende reivindicação de usuários relacionada a exigência de novas assinaturas de atos empresariais pendentes

Publicado em: 14 de Julho de 2021, há 3 meses.

Confira as mudanças que já estão em vigor e têm o objetivo de facilitar o cumprimento das exigências no sistema de registro digital

A Junta Comercial do Estado de Minas Gerais adequou seus sistemas informatizados no que se refere ao reenvio (devoluções eletrônicas) de atos empresariais protocolados e que estão pendentes. A partir de hoje, 14 de julho, os documentos principais que se referem a atos que tenham sido objeto de lançamento de exigências, que recaírem/alcançarem somente sobre documentos anexos e/ou envolver dados informados quando do preenchimento do Módulo Integrador/FCN/DBE serão preservados sem a necessidade de novas assinaturas dos signatários do instrumento. Isto ocorrerá desde que, durante o período de devolução do processo, o documento principal não tenha sido alterado.

A adoção desta medida, uma antiga reivindicação dos usuários, é mais um passo da Jucemg em seu propósito de desburocratizar, simplificar e racionalizar seus processos, com o objetivo de agilizar e, ainda, evitar o retrabalho no arquivamento dos atos empresariais. A Junta tem, nos últimos anos, feito correções evolutivas no sistema de registro digital em um processo de sintonia com as demandas dos usuários de seus serviços. Estas mudanças e aperfeiçoamentos têm facilitado o cumprimento das exigências diante das dificuldades expostas pelos usuários no processo de colher novas assinaturas.  

 

Publicado em: 14 de Julho de 2021, há 3 meses.