Minas Gerais fecha 2023 ao ritmo de 235 novas empresas abertas por dia e bate recorde histórico

Publicado em: 22 de Janeiro de 2024, há 2 meses.

Todas as regiões do Estado tiveram saldo positivo no número de novos empreendimentos, com destaque para o Jequitinhonha/Mucuri, que cresceu 18,45% em relação ao ano anterior 

Minas Gerais encerrou o ano de 2023 com um total de 85.904 novas empresas constituídas em todo o Estado, o que significa abertura de 235 novos negócios por dia, ou, em outra conta, 9,8 empresas nascendo a cada hora. Os dados constam do relatório anual de registros mercantis da Junta Comercial de Minas Gerais (Jucemg), divulgado na sexta-feira (19) e disponível na íntegra nesse link.

O desempenho de 2023 representa crescimento de 10,54% em relação a 2022, quando foram registrados 77.716 novos empreendimentos (212 a cada dia). É o melhor resultado desde 2019, quando a Jucemg passou a disponibilizar a totalização dos registros mercantis. 

“São 8.188 novas empresas registradas a mais que em 2022, um salto espetacular. Esse resultado reflete a disposição da Jucemg em facilitar a vida de quem quer empreender e prosperar em Minas. E aponta para nosso propósito de transformar a Jucemg na mais inovadora, resolutiva, sustentável e admirada junta comercial do país”, comenta a presidente da Jucemg, Patricia Vinte Di Iório. 

Repercussão

O governador do Estado, Romeu Zema, comemorou o resultado, e reforçou que sua gestão trabalha firme para que Minas Gerais se mantenha como o Estado amigo do empreendedor.

“Os mineiros já estavam cansados de tanta burocracia, e o governo tem o papel de facilitar e não atrapalhar o desenvolvimento. Esses números provam que as pessoas estão mais confiantes e dispostas a investir seus empreendimentos no Estado. Desejo boa sorte a todos os novos empresários mineiros e para os trabalhadores. Que 2024 seja um ano de ainda mais prosperidade para todos”, afirmou Romeu Zema. 

Para o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Sede), Fernando Passalio, a abertura de empresas é um dos indicadores mais importantes do desenvolvimento econômico e gera uma rápida resposta na melhoria da qualidade de vida da população mineira.

“Esse resultado positivo em 2023 é um dos frutos da política do Governo de Minas voltada para a simplificação e facilitação para quem quer empreender. No caso do Jequitinhonha, trata-se de uma inversão muito significativa de panorama: de uma região quase abandonada durante outras gestões, está agora, progressivamente, se tornando um dos grandes motores do crescimento mineiro”, destacou.

Desempenho nas regiões

Conforme o relatório, todas as regiões do Estado tiveram alta na abertura de empresas em 2023, na comparação com o ano anterior. A região de melhor desempenho proporcional foi o Jequitinhonha/Mucuri, com alta de 18,45% no número de novos negócios na comparação com 2022. Na sequência, aparecem o Triângulo (12,85%), Norte de Minas (12,02%), Noroeste (11,89%), Central (11,26%) e Alto Paranaíba (11,16%). E ainda: Sul de Minas (10,18%), Rio Doce (9,26%), Centro-oeste (6,81%) e Zona da Mata (4,77%). 

Registros encerrados 

Em relação aos encerramentos, o ano de 2023 apresentou um total de 48.959 registros baixados em Minas, contra 46.564 extinções em 2022, representando uma variação de 5,14%.  

Dados regionais 

O balanço anual da Jucemg também informa o volume de empresas abertas por município em 2023. Belo Horizonte lidera a listagem, com 21.948 novas empresas constituídas no período. Em seguida, aparecem: Uberlândia (5.116 constituições); Contagem (2.968); Juiz de Fora (2.351); Montes Claros (1.888); Uberaba (1.819); Betim (1.351); Divinópolis (1.246); Governador Valadares (1.226); e Ipatinga (1.130). 

Dados de dezembro 2023 

A Jucemg também divulgou os dados isolados do mês de dezembro de 2023. Conforme o levantamento, o último mês de 2023 fechou com 6.537 novas empresas abertas em todas as regiões do Estado, o que representa alta de 16,19% em relação ao mesmo mês de 2022 (5.626 registros). 

Em relação aos encerramentos, dezembro de 2023 teve 4.137 baixas, contra 4.126 em dezembro de 2022, em uma variação de 0,27% (11 registros). 

MEIs 

O balanço da Jucemg considera empresas de qualquer porte, com exceção dos MEIs (microempreendedores individuais), cujas inscrições são realizadas diretamente no Portal do Empreendedor do governo federal, sem passar pelas juntas comerciais estaduais. 

Publicado em: 22 de Janeiro de 2024, há 2 meses.